Massagem - Shantala: o toque que conforta, trata e promove saúde

Por Júlia Ritez Martins      



O toque acolhedor libera substâncias químicas de efeitos relaxantes e curativos. A pele é nosso maior órgão de sentidos e está intimamente relacionada à nossa saúde. Ela é composta de milhares de receptores nervosos, que transmitem impulsos e sensações.


Ser tocado de forma terapêutica, além de ser uma experiência muito prazerosa, trata-se de uma terapia muito sutil e profunda, pois ao tocar a pele, mobiliza-se inúmeros sistemas do nosso corpo e é possível tratar bloqueios psíquicos e emocionais.


Em muitas culturas como nas orientais (Medicina Tradicional Chinesa - Medicina Ayurvédica, Índia) a massagem é utilizada como técnica terapêutica para diversos males e também fazem parte do cotidiano atuando de forma preventiva.


Infelizmente na nossa realidade brasileira, apesar de sermos reconhecidos como um povo caloroso e sensual, temos muitas barreiras com relação ao toque e a massagem muitas vezes é mal compreendida e utilizada. Além disso, acaba sendo um recurso e um benefício para os poucos que podem pagar.


Massagem durante a gravidez


Especialmente durante a gravidez, a massagem ajuda a dormir melhor, diminui a ansiedade, estresse, melhora a circulação e a imunidade. Além disso, ao proporcionar estímulos de conforto e prazer em mulheres grávidas, amplia-se a possibilidade deste estímulo ser reproduzido pela mãe quando o bebê nascer. E também as moléculas naturais do prazer que são enfatizadas com o toque terapêutico passam através da corrente sanguínea do corpo da mãe para o do bebê.


Massagem no pós-parto


No puerpério, a massagem traz alívio do cansaço, tem a função de acalentar e ajuda a lidar com os medos e as inseguranças nesse período de adaptação entre a mãe e essa nova vida. Uma mãe que se sente cuidada e apoiada amamenta melhor seu filho. E a massagem também proporciona ao corpo, que passou seja pelo parto normal ou cesárea, a possibilidade processar e integrar toda essa experiência vivida. Pode ajudar ainda a lidar com possíveis traumas experenciados no parto e auxilia nesse processo todo de mudança dos órgãos retornando ao seu habitual, diminui os gases que se acumulam após o parto e etc.


Massagem Thai Yoga


Essa prática propõe um conceito de integração corpo/mente/espírito através do TOQUE e CONTATO aliados a alongamentos e meditação. Ela trabalha o corpo de forma completa com alongamentos, pressão suave e ritmo lento e contínuo.

O toque meditativo, consciente e harmonioso, promove uma vivência de intimidade e profundidade. "Tocar é a própria experiência do sagrado, que somente manifesta-se através da vivência individual e do momento presente" (Marjorie Sa).


Shantala: a massagem que acalma os bebês


Originária da Índia, a massagem é tradicionalmente passada de mãe para filha. Sua finalidade principal é desenvolver a interação mãe-filho. Além disso,  o toque sutil e carinhoso é capaz de aliviar as cólicas e insônias, equilibra o bebê física-emocionalmente. A técnica foi trazida para o ocidente pelo médico francês Frederick Leboyer e pode ser usada a partir do primeiro mês de vida do bebê. Confira o vídeo com a seqüência mais utilizada para a massagem.


Fontes:


http://www.massagemgravidez.com/p/sobre-formadora.html?m=1